Manifestações geram filas quilométricas nas entradas e saídas de Foz

Os protestos das Polícias Federal e Rodoviária Federal foram retomados nesta quinta-feira (16) e com isso as abordagens e longas filas voltaram a se formar nas entradas e saídas de Foz do Iguaçu.

- Publicado el 18/08/2012
image

Na aduana brasileira da Ponte Internacional da Amizade, fronteira com o Paraguai, a PRF e PF começaram logo no início da manhã uma operação "pente-fino", onde todos os veículos e motocicletas que deixavam ou entravam no Brasil eram revistados. Por causa da fiscalização, uma fila de 5km se formou entre a aduana e a BR 277. No mesmo local, a Força Nacional de Segurança está atuando para evitar confrontos.

Na aduana brasileira da Ponte Internacional Tancredo Neves, fronteira com a Argentina, a Polícia Federal também realizou uma fiscalização maior que a normal. No local, quem entrava ou saía de Foz do Iguaçu era abordado e a documentação conferida. A PF também esteve com reforço no Aeroporto Internacional das Cataratas, o que resultou no atraso de alguns de voos.

Outra manifestação, desta vez realizada por trabalhadores civis, fechou a entrada do Parque Nacional do Iguaçu, impedindo os turistas de entrarem para conhecer as Cataratas do Iguaçu. Guias de turismo, taxistas e motoristas de vans de turismo, protestos contra a decisão judicial que proíbe veículos de entrarem na área de preservação ambiental. Segundo eles, a decisão diminuirá a renda das famílias e deve gerar desemprego.


0 Comentarios

Participá de la conversación